Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

10 regras básicas de boas maneiras - um dia eu chego lá....

Aqui estão as 10 regras básicas de boas maneiras que devemos ensinar aos nossos filhos...

Parece algo óbvio, mas precisamos estar atentas se realmente os estamos ensinando a serem pessoas educadas. Antes de tudo, porém, lembrem-se de que o mais importante nesse aprendizado é o exemplo dos pais!

Garantir que as crianças aprendam desde cedo as regras básicas de comportamento estabelecidas pela sociedade é imprescindível, para que elas desenvolvam a habilidade de se relacionar bem com as pessoas e se sintam seguras em todas as situações sociais.

O aprendizado de boas maneiras deve começar desde cedo, mas sem deixar que as exigências atrapalhem a espontaneidade das crianças.

1) “Por favor” e “Obrigado”
Falar “por favor” e “obrigado” deve ser tão automático quanto respirar. Usar o tom de voz adequado para essas palavrinhas faz toda a diferença. Um “por favor” choramingando deixa de ser um ato de boa educação para ser um de manipulação.

2) Desculpar-se
Quando esbarrar em alguém ou fizer algo que incomode, deve sempre vir acompanhado de um “desculpe” ou “sinto muito”.

3) Cumprimentar a todos que conhecer
Cumprimente todos com um “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite”, de preferência com um sorriso amável no rosto. Isso vale não só para a sua família e amigos, como também para os vizinhos, empregados, porteiro do prédio, conhecidos que encontra na rua, enfim, qualquer pessoa.

4) Respeito aos mais velhos
Abrir portas e ceder cadeiras aos mais velhos é um ato de valiosa educação.

5) Agradecer sempre que necessário
Agradecer sempre que ganhar um presente, mesmo que não tenha gostado. Ao receber um presente, ensine seus filhos a escrever um e-mail ou dar um telefonema de agradecimento.

6) Não interromper diálogos
Ensine-os a não interromper quando alguém estiver falando. Diga-lhes que eles precisam esperar um intervalo na conversa e, antes de interromper, pedir “com licença”.

7) Cumprir o combinado
Chegar aos lugares no horário marcado, sem atrasar! E ao aceitarem um convite, eles devem de fato ir ao evento. É claro que existem exceções para motivos de doenças ou emergências. Nesses casos, o anfitrião deve ser avisado sobre a ausência.

8) Saber se apresentar
Ensine-os a se apresentar aos pais dos amigos ou a apresentar os amigos para vocês. Caso alguém se esqueça de apresentá-los, eles saberão o que fazer. Por exemplo: “Oi, sou o Paulo e você deve ser a mãe do Ricardo, não”?

9) Olhar nos olhos
Ensine-os a olhar nos olhos de quem está falando com eles. É muito desagradável conversar com alguém que não lhe dirige o olhar, sem falar que passa uma grande mensagem de insegurança e timidez.

10) Não falar palavrões
E, finalmente, mas não por último: não permita que palavrões sejam ditos sob quaisquer circunstâncias e muito menos que gritem com outras pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário