Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

sábado, 20 de novembro de 2010

5 meses e meio


Em breve, os primeiros dentes do seu filho vão despontar e, logo mais, ele vai abrir aquele sorrisão. Os sinais de que isso está prestes a acontecer são fáceis de notar.

A gengiva coça muito e fica inchada, vermelha.

E o bebê, que não resiste a essa coceirinha, leva sempre à boca algum brinquedo para reduzir o desconforto. Se ele estiver fazendo isso com freqüência, você já sabe que tem dente à vista...

Será que dói? Depende.

Quando os pais costumam usar gaze ou dedeira para limpar a boca da criança logo após a mamada, além de prevenir as cáries, também estão preparando a gengiva para receber os dentes.

Então, se você adotou esse cuidado até aqui, pode relaxar. Mas atenção: o bebê talvez apresente um pouco de febre nesse momento.

Surgem os primeiros dentes: geralmente eles nascem por volta dos 6 meses.

“Mas não há motivo para preocupação se os dentes apontarem entre os 4 e os 8 meses, e até mesmo com 1 ano de idade”, explica a odontopediatra Tânia Lima Barbosa, de São Paulo.

Segundo ela, o mais importante não são os períodos em que surgem, e sim a seqüência em que aparecem: incisivos centrais, incisivos laterais, primeiro molar, caninos e segundos molares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário