Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Primeiras palavras

Hoje, exatamente nesta terça-feira, 03 de maio, João Ricardo balbuciou sua primeira palavra consciente.
Ele olhava para o teto da cozinha e falava: usssss, usssss, ussss. Traduzindo: luz! Sim, o peuqneo falou luz olhando para a luz. Lua ele não fala, mas sabe que ela está lá em cima no céu: ele olha para o céu quando perguntamos onde está a lua...
Pa pa pa pa iiiiiiiiiiii ele soltou no fim de semana. Mas não olhou para o papai o chamando não, só soltou estas sílabas em uma troca de fraldas.
Agora ele chora quando eu vou embora. Se eu brincar, pegá-lo no colo e depois deixá-lo, ele chora.
Posso falar? Eu fico me achando...rsrsrsrs

Nenhum comentário:

Postar um comentário