Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Desenvolvimento fetal - 36 semanas de gravidez

Seu bebê continua engordando -- até 30 gramas por dia. O João pesa 2,96 kg e mede 49 cm de comprimento de acordo com o ultrasson do último dia 14/05.

Pode ser que você sinta aumentar a pressão no baixo ventre, e note que seu bebê está descendo. Quando ele encaixar, seus pulmões e seu estômago vão agradecer, e você conseguirá respirar e comer um pouco melhor.

Andar, porém, vai ficar cada vez mais desconfortável -- há mulheres que dizem que parece que o bebê vai despencar a qualquer momento. Além disso, a vontade de fazer xixi dificilmente dará trégua.

A boa notícia é que, no fim desta semana, sua gravidez será considerada "a termo", ou seja, se o bebê nascer já não vai mais ser considerado prematuro.

Na consulta de pré-natal, agora semanal, seu médico pode querer fazer um exame de toque para ver se seu colo do útero já começou a dilatar (abrir) e apagar (afinar).

O médico também vai verificar a posição do bebê, para determinar se ele já está encaixado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário