Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

A volta de volta


Demorei para escrever algo aqui novamente. Na última vez, dia 18 de abril, era meu aniversário, me lembro de tuso que resolvi publicar aqui, mas que muita gente que me conhece, já sabia.
No dia seguinte, dia 19 de abril de 2010, as 03h30, perdi minha priminha Tamara. Ela lutava contra um câncer há apenas 4 meses,q uando descobrimos o mal. Ela foi brava, perseverante. Resistiu plenamente a tudo e a todos...mas o tumor era forte e inerte a quimio que ele tomou com tanto sacrifício e reações mil. Confesso que fiquei sem chão. Por mais que toda a família quis me proteger de tudo, minha princesinha se foi e eu sinto muito a falta dela. Durante toda a internação dela no Instituto do Câncer, eu fazia questão de ir até o quarto para receber das mãozinhas dela o carinho na minha barrigona. E o João Ricardo sentia toda a vibração do momento. Era mágico.
Hoje ela deve adormecer ainda no colo da minha tia, mãe dela, que também tanto amo. Peço somente que tenham paz estas duas almas iluminadas e maravilhosas que tive e oportunidade de conviver.
Tamara e Tia Nora, amo vocês!

Nenhum comentário:

Postar um comentário