Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Desenvolvimento fetal - 34 semanas de gravidez

Seu bebê está pesando 2,2 quilos, mais ou menos, e já passa dos 45 centímetros de comprimento.

O bebê está ficando cada vez mais gordinho, pois vai precisar da camada de gordura para conseguir controlar a temperatura do próprio corpo depois que nascer.

Se você ainda não tomou coragem para conversar com seu bebê, este é um bom momento para começar. Na 35a semana de gestação a audição do bebê está completamente desenvolvida.

Não precisa se sentir ridícula se de repente perceber que está falando com vozinha de criança. Existem provas científicas de que os recém-nascidos prestam mais atenção a sons agudos.

O parto prematuro é sempre uma possibilidade preocupante, mas é tranquilizador saber que mais de 90 por cento dos bebês que nascem na 35a semana de gestação são capazes de sobreviver -- e a grande maioria sem grandes problemas de saúde. O sistema nervoso central do seu bebê ainda está amadurecendo, mas os pulmões já estão praticamente prontos a esta altura.

Muitas mulheres começam a perceber uma sensação de dor ou dormência nos quadris ao caminhar, que é causada pelo afrouxamento das articulações da região pélvica, que se prepara para o parto.

Se o desconforto for muito grande, não deixe de mencioná-lo para o médico nas consultas, que agora começam a ser mais frequentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário