Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

sábado, 9 de janeiro de 2010

Desenvolvimento fetal - 18 semanas de gravidez

Seu bebê mede cerca de 15 centímetros, contando do alto da cabeça até o bumbum, e pesa quase 200 gramas. O peito dele imita o movimento da respiração, mas ele não inspira ar, e sim o líquido amniótico.

Agora no segundo trimestre, normalmente entre a 18a e a 22a semana, os médicos costumam pedir uma ultrassonografia morfológica para acompanhar com mais detalhes o crescimento e o desenvolvimento do bebê, detectar sinais de problemas congênitos, avaliar a placenta e o cordão umbilical e verificar se a idade gestacional está correta.

Durante o exame, você terá a chance de ver o bebê dando chutes, tentando pegar alguma coisa, se virando ou até chupando o dedo. OBA!!! Os ultrassonografistas costumam entregar fotos do bebê às futuras mães ou até mesmo gravar o exame para os pais guardarem de lembrança.

Se você ainda não sabe o sexo do seu bebê, o exame é uma boa chance de descobrir. Se for uma menina, a vagina, o útero e as tubas uterinas já estão no lugar certo. Se for menino, os órgãos genitais são bem fáceis de reconhecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário