Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Calor e gravidez não combinam

Claro que no verão fica muito fácil ajustar um modelito ao corpo disforme da gravidez, mas confesso que esses 34 ou 35° que tem feito nos ultimos dias estão me matando. Dorde cabeça, mal estar, contagem regressiva para um banho gelado e deitar esparramada no sofá. Sim, no sofá que afunda e "me engola" onde só consigo sair de lá "resgatada" pela força de alguém.
Ontem cheguei do trabalho estressada, chateada, cansada, com uma dor de cabeça dos infernos e, claro, calor. Muito calor.
Tomei uma ducha fria. Gelada. Uma delícia. A dor de cabeça passou sem remédio!
Hoje estou vendo o resultado: dor de gargante, estado febril e aquela sensação de começo de gripe.
Pior: não posso tomat nadinha (a não ser Tylenol) para alivar este sintoma de "garganta assada" que me irrita demais!
Acho que é por estes perrengues que uma mãe passa que a faz amar incondicionalmente seu filho. É incrível como a natureza sabe fazer as coisas: existe um período que te prepara para aguentar dores que vc não aguentava, noites mal dormidas, nojos de coisas que vc simplesmente esquece que tem, enfim, uma infinidade de coisas que só Deus mesmo explica.

Um comentário:

  1. Ai... No final da gravidez, eu dormia sentada porque meu nariz ficava o tempo inteiro entupido, amiga! Agora eu lembro disso e dou risada. Mas na época... Força! E paciência! E Tylenol!

    ResponderExcluir