Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

A primeira ida ao médico

Procurei obstetras mil entre as indicações de amigas-mães-recentes. Comei a verificar quais deles aceitavam meu humilde convênio e saí agendando consultas médicas como se agenda entrevistas de emprego quando está desempregada: quanto mais melhor! Dr. Marco Antônio Quinteiro. Fez o parto da minha amiga Gisele em janeiro. Um fofo, doce e muito atencioso, mas não aceita Amil. Cobra mais barato, mas não aceita. Ele tinha aparelho de ultrasson no consultório!! Foi o máximo! Conseguimos ver o saco gestacional e um micro-ponto e mais parecia um pisca-pisca. Era ele, o embrião! Com aproximadamente 5 milímetros de tamanho já tinha batimentos cardíacos. Chorei e gritei pelo Buga para ele ver. O sorriso emplacou entre as bochehas dele e ficou. Por algum tempo. O momento foi mágico. Desde então comecei a pirar em tudo. O que devo comer? O quanto devo comer? E as estrias? E meu peso? E meus costumes? Muitas perguntas. Já sei! Vou comprar livros. Aqueles vários livros que falam de gestação, mes a mes, do bebe, de alimentação, de comportamento...comprei vários. Minha inquietude ariana não me deixa ler nenhum além da primeira página. Fui atrás dos cremes. Comprei vários. Todos das linhas de gestante. ADOOOORO! E minha pele? Posso usar meus cremes anti-sinais? Não, não pode, minha cara - diz a dermatologista. Aliás não e pode usar nada que NÃO seja indicado para gestante. Não tem problema!!! Comprei tudo que foi indicado pela dermatologista. Gastei os tubos de dinheiro. Estourei minha conta bacária no cheque especial mais uma vez. Tudo em nome da beleza na primeira gestação. Será que serei assim só na primeira? Acho que não. Sempre fui vaidosa e não avi ser agora que vou "me acostumar" com a falta disso. Cortei o cabelo diferente e comprei vários vestidos.
Finalmente encorporei a gravidez. Estou amando tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário