Muito prazer

Minha foto

Comecei a vida em Santos e cresci educada de acordo com as tradicionais regras que, muitas vezes, envolvem o machismo brasileiro. Mudei. Fiz faculdade fora. Ganhei liberdade, responsabilidade e identidade. Hoje, com 32 anos, estou casada com um homem fabuloso e espero nosso primeiro filho. Um sonho de gente grande, mas que espero desde criança: o da maternidade. O assunto sempre me fascinou e hoje, me pego com o corpo começando a deformar e sintomas nada agradáveis. Sabe o bom da história? Dou risada de tudo! Da azia, das ânsias intermináveis, da fome colossal e do tanto de cremes de estrias que hoje povoam meu banheiro. Isso é somente a primeira fase. Tenho certeza que, depois desta gravidez, continuarei rindo de mim mesma por inúmeros motivos, inclusive por me pegar em diversas situações que jamais imaginei passar.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Regalias justas

Ontem, pela primeira vez, usei do "poder" da fila prefencial para gestantes, idosos e deficientes físicos. Nunca havia parado para pensar comu realmente uma gestante tem esta necessidade. É aquela coisa: só temos noção quando acontece com a gente.
Quando se está esperando uma criança, a mulher tem sua imunidade corporal debilitada, o cansaço e a indisposição são sintomas frequentes, o calor só piora estes sintomas, a fome constante e as inúmeras vontades de fazer xixi te limitam a uma série de coisas.
Então, meu "programa" de ontem foi ir ao laboratório para fazer alguns exames do pré-natal. O laboratório estava lotado, para variar, né? Aliás, os laboratórios estão sempre cheios. Isso realmente dá dinheiro...
A mocinha do atendimento demorou exatos 20 minutos para me cadastrar no sistema. Detalhe: estava há 4 horas em jejum e há 2 horas sem fazer xixi. Tudo pelo exame.
Quem lê esta postagem e já esteve grávida sabe que este tempo é DEMAIS. Pedi então para ter prioridade pois precisava fazer xixi urgente. A moça disse que tudo bem.
Realmente o negócio funcionou!
Não deu tempo de eu me sentar na sala de espera que me chamaram e me atenderam na frente de todos que estavam lá.
Laboratório não é um lugar bacana para se ficar muito tempo: muita gente lá está fazendo exame pois está com algum problema de saúde e uma simples gripe para uma grávida pode ser um tormento apra semanas já que não podemos tomar medicação.
Depois de ontem descobri que realmente TENHO O DIREITO de utilizar esta regalia de passar na frente. Realmente é necessário e preciso.
Agora, benhê, segura que passo em todas as filas batido!! hehehehe

Um comentário:

  1. Estou adorando acompanhar a vinda do meu priminho (a).
    Bjs
    Vanessa

    ResponderExcluir